O que a quarentena te proporcionou?

O que a quarentena te proporcionou?

Há quatro meses sigo em quarentena aqui em Melbourne, na Austrália, o tal do novo normal como dizem. Mas foi depois de ouvir tantas respostas iguais para uma mesma pergunta que senti a necessidade de retomar os trabalhos no Auto Investimento. Quando alguém pergunta, “E aí, o que você têm feito desde que a pandemia começou?”, percebi que em todas as conversas (virtuais), infinitas lives e posts das mais variadas pessoas o tom da resposta é SEMPRE o mesmo:

“Minha vida virou de cabeça pra baixo esse ano”;

“O corona vírus acabou com meus planos e meus sonhos para o ano”;

“Esse ano deve ser cancelado”.

Fique Atualizado!

Mas será que tudo isso é culpa da pandemia?

Então comecei a fazer uma reflexão e observar as atitudes das pessoas que expressam essa insatisfação com o ano ou com a quarentena. Reparei que essas mesmas pessoas – na grande maioria dos casos – gostam de reclamar e, inclusive, algumas costumam postar em seus respectivos Facebooks próximo ao final de cada ano, mensagens como:

“Meu objetivo para 2020 é cumprir as metas de 2019 que eu deveria ter cumprido em 2018, conforme prometi em 2017”.

Ou seja, elas possivelmente não cumprem aquilo que se comprometem a fazer há vários anos e neste ano encontraram a desculpa perfeita, afinal de contas, todo mundo está no mesmo barco e “todos precisarão adiar seus planos”, não é mesmo? Mas será mesmo que o Coronavírus e a quarentena são os principais culpados pelas metas que você deixou de lado em 2020? Tente fazer uma reflexão sobre quais foram seus objetivos estipulados lá no começo do ano, será que tudo foi realmente impactado pela quarentena?

Acredite, sua vida não está em pausa e também não será adiada por mais um ano, você também não terá um ano extra para compensar o ano “perdido”. Sua vida está acontecendo agora, e por mais que você tenha sido afetado pela situação atual, saiba que isso não irá durar para sempre e despertar para a realidade é uma escolha que depende única e exclusivamente de você.

Desperte para a realidade e aperte o play na sua vida

Repito a pergunta do início do post, o que você vêm fazendo na quarentena?

Caso a resposta para essa pergunta não seja simples, sugiro retomar aquelas anotações do começo do ano e pontuar o que ali você consegue fazer independentemente da sua situação atual. A menos que você fosse viajar o mundo em 365 dias, todo o resto pode ser retomado e o melhor, só dependerá de você.

A lista de tarefas pode ser a mais variada possível:

  • Colocar a leitura em dia, ou pelo menos incluí-la no dia-a-dia;
  • Fazer cursos on-line;
  • Praticar uma nova habilidade;
  • Praticar um novo software;
  • Incluir um novo hobby na sua rotina;
  • Praticar atividades físicas na sua casa ou até mesmo na sua rua ao ar livre;
  • Se conectar com as pessoas.

Essa aí acima é a minha própria lista durante a quarentena. Mesmo fazendo home office há quatro meses, acordo duas horas antes do que costumava acordar antes da pandemia para que eu possa estudar, treinar, operar na bolsa de valores aí no Brasil (já que o fuso horário é o que mais me atrapalha nessa tarefa), e ainda aproveito para ligar para amigos no Brasil, algo que não fazia há dois anos desde que me mudei pra cá.

Academia em casa durante a quarentena

Bom, antes de encerrar é preciso dizer que não estou julgando a dor e o sofrimento daqueles que perderam pessoas próximas e que estão sofrendo com isso ou ainda dos que irão sofrer, infelizmente. Minha análise aqui passa exclusivamente pelas pessoas que simplesmente estão reclamando porque foram impedidas de realizarem algo por conta das restrições impostas pelo vírus que assola o planeta inteiro.

Conta pra gente então o que você tem feito na quarentena

Fica aqui minha sugestão, volte algumas casinhas no seu planejamento e reveja o que pode ser implementado e aquilo que pode ser feito, independente de qualquer home office ou qualquer limitação causada pela quarentena. Tome as rédeas da sua vida, assuma o protagonismo agora mesmo antes que seja tarde demais.

E como sempre, conta pra gente nos comentários o que você fez, deixou de fazer ou o que pretende retomar, vamos trocar experiências.

Fiquem bem e se cuidem, grande abraço!