Tom Wheelwright: O contador de Robert Kiyosaki ensina como diminuir impostos

Tom Wheelwright: O contador de Robert Kiyosaki ensina como diminuir impostos
Tom é o autor do livro “Riqueza livre de impostos” e já impactou mais de 100 milhões de pessoas no mundo todo com suas estratégias vencedoras de riqueza e sobre como diminuir impostos através de incentivos de tributação. Possui mais de 30 anos de experiência em leis tributárias, além de ser membro e contador da empresa de Robert Kiyosaki, Rich Dad.
Fique Atualizado!

Lições aprendidas pelos conhecimentos de Tom Wheelwright no NAC 2017

Tom descobriu recentemente algo que nós já sabemos há muito tempo por aqui: O Brasil possui uma das maiores taxas de imposto no Mundo. No entanto, garantiu que temos muitas brechas, incentivos e outras regalias que o governo fornece para que possamos diminuir impostos de forma legal.
O quadrante do fluxo de caixa por Robert Kiyosaki

Quadrante do fluxo de caixa

O que diferencia o lado esquerdo do quadrante para o lado direito, é a quantidade de imposto pago. Como Kiyosaki falou durante todas as suas palestras, o lado esquerdo é aquele que é ensinado pelo sistema escolar, são as pessoas que financiam os bancos e o governo. Resumidamente, o lado esquerdo do quadrante paga seus impostos sobre o valor bruto arrecadado, já o lado direito paga seus impostos sobre o valor líquido.
Para ilustrar o raciocínio acima, procure entender da seguinte forma:
O contribuinte normal recebe a sua renda e, automaticamente, é descontado em folha com alguns impostos. Em seguida, com o que sobrou, ele usa para pagar suas despesas e investir. Já o contribuinte especial recebe sua renda, paga todas as suas despesas e só aí é que ele paga seus impostos, por fim, investe o resto.
Imagine, em ambos os casos, uma receita de R$10.000,00, além disso, suponha que a alíquota de imposto em ambos os casos será de 10%.
O contribuinte normal seria descontado em folha no valor de R$1.000,00. Já o contribuinte especial, receberia sua renda, pagaria todas as suas despesas (R$5.000,00, por exemplo) e só depois disso seria taxado em 10% sobre a receita líquida, em nosso caso R$5.000,00. Logo, 10% de R$5.000,00 corresponde a R$500,00, 50% a menos do que o contribuinte normal.
Além desse estudo, Tom ainda compartilhou conosco que toda empresa deve ter uma declaração financeira completa, contendo balanço patrimonial e fluxo de caixa. Somente dessa forma toda a contabilidade poderá ser executada perfeitamente e os impostos devidamente cortados.

Aproveite e fique por dentro de outras lições dos palestrantes do NAC 2017