Procure se blindar de influências externas

Procure se blindar de influências externas
Adiei essa postagem em uma semana, porque ainda não estava satisfeito com o tema da publicação que seria feita na semana passada, até que… Voltamos algumas casas e fomos pegos de surpresa com mais um escândalo de corrupção e falcatruas na política brasileira. Eis então que o tema central da postagem havia surgido em minha cabeça e é sobre isso que quero conversar com vocês, mas antes de começar, gostaria de reforçar que nessa publicação você não vai encontrar nenhum tipo de apoio, opinião partidária ou apoio para algum político específico, pelo contrário, meu objetivo com essa publicação é que você se blinde de influências externas e de notícias que estão longe do seu alcance e que nada pode fazer para evita-las.
No meio disso tudo quero trazer o que um grande amigo vive dizendo: “Não importa o que aconteça com a economia ou com a política, você precisará continuar trabalhando para realizar seus sonhos”. Então, continue lendo essa publicação para falarmos um pouquinho sobre honestidade, sobre a mídia e sobre um conselho importante neste momento.

Continue em frente - Auto Investimento

Antes de tudo, vamos falar sobre honestidade

Honestidade, segundo o dicionário, característica do que é decente, do que tem pureza e é moralmente irrepreensível. Ou seja, do que não se corrompe, do que não se vende, do que preza pelo certo, pela ética, pela moral e pela verdade acima de todas as coisas.
Já diria Abraham Lincoln: “Se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder”. Isso significa que para falar sobre corrupção é preciso que façamos uma reflexão sobre o passado a fim de entender o que houve lá atrás que pode prejudicar ou denegrir sua imagem no presente ou no futuro. Quando mais jovem, era comum ouvir das pessoas mais velhas sobre o famoso “Jeitinho brasileiro”, utilizado para mentir sobre a idade dos filhos (ou até mesmo a própria idade), furar fila, subornar um guarda de trânsito e/ou um policial, entre outras coisas que aprendemos a lidar com naturalidade desde que somos crianças.
Quando falamos isso é porque somos capazes de passar por cima dos demais para resolver nossos problemas, mesmo que pareçam pequenos, mas que moral temos de reclamar ou nos queixar dos políticos quando também faltamos com a honestidade? Afinal de contas, você pode pensar: “Ah mas a proporção da falta de honestidade não tem comparação…”, pois é, como mencionei no parágrafo anterior, se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder. Isso significa que subornar um guarda de trânsito pode se transformar em um crime muito maior na medida que nosso poder sobre os demais aumentem na mesma escala.
Portanto, ser honesto deve ser o primeiro passo para acabarmos com a corrupção, independentemente de quem está envolvido e do grau do problema e/ou da pendência a ser resolvida.

Motivos para evitar o jornalismo midiático e as influências externas

Acredito que manter-se atualizado sobre o que acontece na política e/ou na economia é importante, mas devemos tomar muito cuidado com esse nível de atualização. Não quero instaurar qualquer teoria da conspiração, mas tenho certeza que a mídia tem por característica principal, amplificar as notícias e suas possíveis vertentes que venham a surgir para que as mesmas possam ser revertidas com audiência, gerando assim, mais dinheiro, pânico e estagnação das pessoas à nossa volta.
Entenda uma coisa, a mídia (principalmente a televisiva) precisa produzir notícias o tempo todo para gerar retorno, como já falei, e muito melhor quando elas vierem acompanhadas de grandes repercussões, afetando o mercado financeiro com a compra ou a venda demasiada de ações e/ou moedas estrangeiras, através de notícias premeditadas.
Enfim, quando você dá muita atenção para essas notícias e acaba vivendo com base nessas matérias, sua vida tende a seguir o fluxo da maioria das pessoas e sua respectiva mediocridade, exatamente o que a mídia quer que aconteça. Para isso, plantam notícias com o objetivo de instaurar o medo, a crise e a recessão.
Ao evitarmos a mídia, estamos nos blindando de influências externas que nos deixariam preocupados e extremamente perdidos com relação ao que fazer neste momento. Por isso, prefira sempre blogs e opiniões contrárias à mídia tradicional, ouvindo e compartilhando opiniões de ambos os lados da discussão. Controle seu mindset para esse tipo de situação, já para saber sobre o que é mindset, clique aqui e leia mais a respeito.
Fique Atualizado!

Independentemente do que aconteça, continue em frente

Voltando um pouquinho ao começo da publicação, aproveito o gancho para falar sobre a importância de você seguir em frente, seguir firme com seus objetivos, com seu trabalho, com seus estudos, enfim, continue na sua caminhada independentemente do que aconteça no mundo externo, independente de quaisquer influências externas.
Se fulano vai fazer alguma delação, se ciclano vai provar alguma acusação, se beltrano vai ser preso, etc.
Não importa, todas essas afirmações fogem do seu controle e não devem ser armazenadas.
Deixe então a sua opinião abaixo sobre o tema e, aproveito para reforçar que essa publicação em nada tem a ver com partidos e/ou qualquer político, essa é uma opinião minha para o blog do Auto Investimento.
Obrigado e forte abraço!