Paulo Vieira: Inteligência emocional para identificar sua consciência financeira

Paulo Vieira fala sobre inteligência emocional e consciência financeira
Paulo Vieira é um dos mais conceituados coaches do Brasil, ele é PhD e mestre em coaching por universidades norte americanas, além de ser presidente da maior instituição de coaching das Américas, a Febracis. Além disso, ele é o autor do best-seller “O Poder da Ação”, Paulo é o criador do Método CIS, maior curso de inteligência emocional da América Latina, além de defender a criação de consciência financeira por todo o país.
Fique Atualizado!

As emoções e reflexões da mais grata e incrível palestra do NAC 2017

A palestra do Paulo foi carregada de emoção e sentimento, diferentemente dos demais palestrantes, ele agiu mais no inconsciente e no emocional, do que em conteúdos novos. De qualquer forma, deixou uma impressão bastante positiva e elevou o nível de testosterona de todos os presentes.
Aproveitando o gancho, ele começou falando justamente sobre Testosterona, um hormônio presente em homens e mulheres (nos homens esse hormônio é mais acentuado) que implica em menor nível de stress, melhora da forma física, entre outros benefícios. Enfim, quanto maior o nível de testosterona, maior é a sua vontade de agir e menor será o medo em iniciar uma tarefa.

O que de fato é a consciência financeira?

Antes de entrar no lado emocional, Paulo falou bastante sobre a consciência financeira, na qual ela é o primeiro passo para você poder avançar, ou seja, antes de querer ir para o próximo nível, você precisa conhecer seu nível financeiro atual, conhecer qual a sua verdade financeira. Em seguida, você precisa criar familiaridade com o dinheiro, tem que gostar dele e aceitar que ele entre na sua vida, caso contrário, você continuará eliminando todo o dinheiro que recebe.

Aplique o exercício de enriquecimento para criar consciência financeira

  • Fazer dinheiro: Antes de qualquer coisa é necessário ter, receber, fazer dinheiro (make money);
  • Acumular dinheiro: O segundo passo é saber acumular uma determinada quantia daquele dinheiro que você fez;
  • Investir dinheiro: Chegou o momento de você colocar o dinheiro para trabalhar para você;
  • Usufruir do dinheiro: Só pensar no longo prazo não é o suficiente, você precisa satisfazer algumas necessidades do presente para se manter motivado em realizar coisas maiores no futuro;
  • Doar dinheiro: Por fim, você precisa saber dar dinheiro para aqueles que necessitam, como forma de agradecimento, sem pensar em receber alguma coisa em troca.
Em cima disso, Paulo deixou uma sugestão de orçamento financeiro, na qual você estará executando todos os passos do exercício de enriquecimento:
  • Pagar-se primeiro: 5%;
  • Doar dinheiro: 10%;
  • Pagar todas as contas: 60%;
  • Investir em ser rico: 10%;
  • Poupar para seus sonhos: 10%;
  • Abundar: Gastar ou Investir: 5%.

Prazeres de curto ou longo prazo

Prazeres de curto ou longo prazo

Algumas decisões financeiras devem ser tomadas com base em adiar o prazer imediato privilegiando o prazer futuro, pensando nisso é que ele encaixa o conceito de perito. Um perito em determinada área é a pessoa que se capacitou para realizar alguma tarefa e se tornou referência no assunto, para isso, é preciso estudar 1 hora por dia dentro de sua zona de perícia e aplicar os conhecimentos estudados por 8 horas no dia seguinte, dessa forma, em 5 meses você atinge o primeiro nível de perícia. Repetindo a fórmula por outros meses você vai evoluindo e aumentando o seu grau de perícia sobre determinada área, se tornando enfim, um perito.
Depois de todo esse conteúdo, ele fez um exercício muito intenso, reflexivo e emocionante sobre o futuro, na qual todos os presentes ficaram extremamente fortalecidos, quem sabe em um outro post eu conto um pouco sobre isso à vocês. E você, vem se tornando perito em alguma área? Que tal deixar a sua contribuição aqui nesse post para que possamos realizar a energia da troca? Ao final, compartilhe essa mensagem com seus amigos, para continuarmos nessa corrente.

Aproveite e fique por dentro de outras lições dos palestrantes do NAC 2017